Categoria: Projetos novos

Fomento à criação de Escolas Waldorf públicas – 1ª fase

Resumo

Pesquisar o histórico das relações com o poder público das 5 escolas Waldorf públicas, em São Paulo, Camanducaia, Nova Friburgo (2) e Aracaju, sistematizar e divulgar o resultado, e manter um site rico em informações e conteúdos sobre a Pedagogia Waldorf no Brasil.

Objetivo geral

Incentivar e ajudar a criação de novas escolas Waldorf públicas no Brasil, disponibilizar material de apoio para isso, promover e apoiar estas iniciativas e fortalecer a rede nacional e mundial da comunidade Waldorf, e sua imagem institucional.

Objetivos específicos

1) Pesquisar todo o histórico e que tipo de arranjo jurídico foi feito em cada município para que estas 5 escolas pudessem ter autonomia pedagógica, e de contratação dos seus professores, tudo que deu certo e o que deu errado pelo caminho, e como conseguiram superar as constantes mudanças de gestão nas prefeituras, entre outras informações. Inclui entrevistar professores, pais e membros das respectivas associações mantenedoras. Entrevistaremos também membros das prefeituras locais para ouvir sua experiência e opinião sobre ter uma escola associativa Waldorf como escola pública no seu município. Também coletaremos cópias dos documentos jurídicos existentes que normatizam as relações entre as escolas e as prefeituras, que são documentos públicos. De posse deste material então, faremos sua sistematização, edição e publicação em nosso site, inclusive com os depoimentos em vídeo que viermos a conseguir.

2) Fortalecer a rede nacional e mundial da comunidade Waldorf, e sua imagem institucional, através do nosso do site e nossos canais nas redes sociais, Youtube, Facebook e Instagram, mostrando a riqueza desta pedagogia, toda sua rede de escolas no Brasil, literatura, trabalhos acadêmicos, artigos, vídeos de atividades e festividades nas escolas, assim como um amplo acervo de conteúdos com acesso livre. Com isso, as iniciativas que quiserem negociar com o poder publico local a implantação ou o apoio a uma escola Waldorf, terão uma importante ferramenta de suporte institucional, mostrando que não se trata de uma iniciativa isolada, mas que é parte de uma rede importante e estruturada que cresce a cada dia no Brasil, e no mundo.

Justificativa

Devemos lutar para que todas as crianças tenham acesso a uma educação rica em valores humanos, arte e cultura, que incentive a liberdade e a criatividade, para que se formem com capacidade de enfrentar os desafios do futuro, com vontade de aprender sempre e capazes de construir uma sociedade mais justa, ética, solidária, inclusiva, democrática e sustentável.

Há mais de 60 anos vem se acumulando uma importante experiência pedagógica nas escolas Waldorf brasileiras, que pode e deve ser compartilhada para enriquecer a educação pública no Brasil, seguindo o impulso original de Rudolf Steiner, que criou esta pedagogia para que ela se tornasse uma pedagogia para o povo. As 5 escolas Waldorf que são públicas mostram que é possível. Com base nestas experiências, podemos ajudar todas as iniciativas que queiram criar escolas públicas Waldorf, e incentivar as prefeituras a adotá-las.

Público alvo

Nosso principal público-alvo são os pais e mães que gostariam de pôr seus filhos em uma escola Waldorf, mas não poder pagar por isso. Não é um público quantificado, mas é reconhecidamente um público muito grande. A FEWB costuma receber consultas de pessoas querendo saber se há escolas Waldorf públicas, para seus filhos.

Acreditamos que a partir do momento que lançarmos a campanha divulgando a possibilidade de serem criadas escolas Waldorf públicas no Brasil, com base nos resultados da pesquisa, fomentaremos a criação de novas iniciativas associativas com este objetivo.

Continuidade

O Instituto Ruth Salles tem um compromisso de longo prazo, que é levar os benefícios da Pedagogia Waldorf ao maior número possível de crianças brasileiras, promovendo a criação de escolas associativas livres baseadas nesta pedagogia, principalmente na rede pública de ensino.

A 2ª Fase deste projeto, a ser realizada em 2019, prevê as seguintes ações:

1 – Manter um programa de assessoria a iniciativas associativas e governos com interesse criar escolas Waldorf públicas.
2 – Manter e ampliar as publicações no site e nas redes sociais.
3 – Estreitar as relações com a comunidade Waldorf nacional e internacional.
4 – Dar início a um programa editorial, pois há muito material que pode enriquecer a educação pública no Brasil, criado no âmbito da Pedagogia Waldorf, que pode e deve ser editado e compartilhado.
5 – Dar início a um programa de suporte pedagógico para professores, criando fóruns em nosso site, através dos quais professores experientes estejam periodicamente disponíveis para orientar, sugerir e tirar dúvidas de colegas.
6 – Produzir e promover cursos e palestras para educadores e pais sobre a Pedagogia Waldorf e temas correlatos.
7 – Participar de debates sobre políticas públicas para a educação.

Coordenação

Este projeto será coordenado por Rubens Salles, que coordenou durante 5 anos o projeto Dom da Palavra. Este projeto realizou seminários para professores do ensino infantil e fundamental da rede pública de 5 municípios no Estado de São Paulo, ensinando alguns elementos da Pedagogia Waldorf. O trabalho foi sistematizado em uma dissertação de mestrado, que está disponível aqui.

 

***