A Semente

poema de Ruth Salles

Semente misteriosa,
que da planta cai no chão,
que segredos ela guarda
no fundo do coração?

“Eu sou o menor presente
que foi posto em tua mão,
pois parece não ser nada
este pequenino grão.

Mas dele verás crescer,
numa fecunda estação,
uma árvore frondosa
subindo para a amplidão!

Toda a árvore, guardada
dentro do pequeno grão,
esperava o bom momento
para enfim se erguer do chão.

Vale mais que muita jóia
– como percebes então –
o presente pequenino
que foi posto em sua mão.”

 

***