A alvorada

poema no ritmo Dáctilo (longo-curto-curto)

de Ruth Salles

Desenho com giz de cera de João Batista Conrado.

Dáctilo: ___vv (longo-curto-curto). Atua reforçando as consoantes na fala; falas agudas se beneficiam deste ritmo. Ajuda a concentração e desperta para a compreensão do texto. Fortalece a vivência da própria fala.

 

ALVORADA

no horizonte desponta a alvorada.
se colorem as nuvens rosadas.
Subito, um raio desata o arrebol!
Surge, vermelha, a face do sol.

Tinge-se o mar dessa cor, dessa luz,
ondas cinzentas se tornam azuis,
brancas espumas já tecem as teias
e as espraiam nas claras areias.

Vêem-se, nítidos, negros rochedos.
Solta-se o vento no leve arvoredo.
Cantam as aves. Que diz esse canto?
“Olhem o sol como estende seu manto!”

 

 

***