A princesa e o cavaleiro

poema no ritmo Jambo (curto-longo) 

de Ruth Salles

Jambo: v____ (curto-longo). Atua vigorando o passo para frente e com vontade. Também ajuda a criança excessivamente retraída a se expandir. Ela se retrai na sílaba curta e se solta na longa. Sublinhamos aqui as sílabas longas dos primeiros versos, para mais fácil compreensão.

 

A PRINCESA E O CAVALEIRO

Lá vai o cavaleiro bem montado em seu corcel.
Galopa bem ligeiro com uma pena no chapéu.
Os vales já desceu e as montanhas já subiu.
Na torre de um castelo a princesa lhe sorriu.
“Que bom, que bom! Eu sei que ele veio me salvar,
tirar-me desta torre, onde estava a chorar.
Aquela feiticeira enfeitiçou-me de verdade:
prendeu-me nesta torre, sem ter dó nem piedade.
Querido cavaleiro, que coragem ele tem!
Saltou o fosso fundo e ao pé do muro vem.
Soltei-lhe meus cabelos, e por eles vai subindo.
Quebrou o encantamento, e as portas vão-se abrindo!
Adeus à feiticeira, meu amado me salvou,
montou em seu cavalo, na garupa me sentou!”
E lá se vão agora, ele e ela, a galopar.
Com esse cavaleiro a princesa vai casar!

 

 

***