As vestes das fadas

publicado na revista Bem-te-vi em 1931

Os grandes dizem que são
teias de aranhas no chão;
mas sabemos bem nós dois
que são as vestes das fadas,
que já foram lavadas,
e estão a secar, depois.

Nos passeios matinais,
nos arbustos, roseirais,
nós vemos perfeitamente
por sobre a relva, estendidos,
os translúcidos tecidos,
rebrilhando ao sol nascente.

Ps grandes dizem que são
teias de aranha no chão.
Mas quando o orvalho some,
somem-se as teias douradas,
pois as vestiram as fadas…
É só uma questão de nome!

 

 

****