Jogral da América do Norte

peça de Ruth Salles

Este jogral foi criado para ilustrar a aula de Geografia, e depois foi ampliado a fim de que, nele, fossem treinados verbos no tempo Imperativo.

PERSONAGENS:
(QUE FORMAM VÁRIOS PEQUENOS COROS)
Pioneiros (homens, mulheres e filhos)
América do Norte
Planície
Rio Mississippi
Grandes Lagos
Montanhas
Planalto

 

(Diante dos 6 coros da terra, aparece primeiro um pioneiro só. Os outros aproximam-se aos poucos.)

1º PIONEIRO:
– Sou pioneiro das terras sem fim.
Que terra nova espera por mim?

AMÉRICA DO NORTE:
– Aqui estou, homem forte!
Ponha-se ao mar
e enfrente a sorte!

1º PIONEIRO:
– Quem vem me chamar?

AMÉRICA DO NORTE:
– A América do Norte!

1º PIONEIRO:
– Diga-me! Que é preciso, América,
para enfrentar terra tão vasta e selvagem?

AMÉRICA DO NORTE:
– Basta a coragem!
Sinta o sol abrasador…
Pise a neve branca e fria…
Ouça o vento a uivar nas planas pradarias!
Deixe os búfalos correrem livres e ligeiros
e não desrespeite o povo
que estava aqui primeiro!

MISSISSIPPI (chamam):
– O velho Mississippi venha atravessar!

GRANDES LAGOS (chama):
– E suba até os grandes lagos do Canadá!

(Outros pioneiros com famílias se juntam ao primeiro.)

PIONEIROS:
– Somos muitos chegando,
mulheres, crianças…
Vamos! Enfrentemos esta terra imensa!
Não hesitemos! Quem luta alcança!

PLANÍCIES:
– Sim, pioneiros, venham!
Coragem! Não se detenham!
Eu, a planície, estou à sua espera
com solos secos e também boa terra.
Plantem e esperem!
Tudo há de brotar! Perseverem!
Colham trigo, algodão e quanta coisa mais…
Criem gado de bons animais,
que deem, leite, carne, lã,
e ofereçam a seus filhos uma vida sã.

MONTANHAS (vendo mais pioneiros chegando):
– São tantos os que chegam…
– Pioneiros, coragem!
Escalem as Montanhas Rochosas na viagem!
Do Alasca ao México são altas as serras.

PIONEIROS:
– Sim, procuremos os tesouros
que surgem da terra
cheias de geleiras, escarpas,
e de rios que formam imensas cataratas.
Não temamos tornados, terremotos, vulcões!
Rodemos para o oeste
com nossos carroções!

PLANALTO:
– Sigam agora para o alto!
Armem-se de coragem e subam ao planalto!
Vejam o grande Lago Salgado, pioneiros,
e os canyons coloridos do rio Colorado,
com todas as cores que Deus fez primeiro!
O oceano Pacífico fica do outro lado.
Cruzem este solo abençoado!

PIONEIRAS:
– Não nos precipitemos,
há muito a enfrentar.
Quem nos vai socorrer?
Quem nos vai ajudar?

PIONEIROS:
– Mas não desistamos!
Já perdemos de vista
o Velho Mundo e o mar…

AMÉRICA DO NORTE:
– Ó anjos do céu, permiti que eles vençam!
Ensinai-lhes paciência!
Não deixeis que eles percam a fé!
Fazei com que tenham consciência!
– E Tu, ó Deus Altíssimo,
perdoa seu cansaço e indecisão!
Não oprimas seus passos!
Não te esqueças de todos
os que pisam este chão!
E dá ao homem novo
o dom de saber unir-se
ao nosso antigo povo.
Se a ira se acentua, abranda-a, Senhor,
e derrama sobre todos a bênção do amor!

TODOS OS COROS DA TERRA:
– Foi o destino que trouxe vocês,
homens de um mundo novo.
Deem filhos à terra e criem um jovem povo!
Abram estradas com trilhos de trem
e rodas de carro!
Sofrendo a estiagem, lutem novamente
e vençam a neve, a areia, o vento!
E, louvando a Deus e enfrentando a sorte,
construam a América do Norte!

 

 

 

***