Luar

poema no ritmo Coriambo (longo-curto-curto-longo)

de Ruth Salles

Coriambo: ___vv___ (longo-curto-curto-longo). A criança se solta, depois se retrai mais demoradamente para uma transformação, por fim se solta novamente para atuar fora.

 

LUAR

Portas abri
noite a chegar
foi quando vi
luz a entrar.
Fora saí,
fui espiar:
cálida luz
brilha no ar;
lua no céu,
tece o luar;
nem se detém
ao derramar
tão grande bem
em nosso lar.

 

 

***