Memorando acerca da educação no mundo digital

Fórum Internacional do Movimento Pedagógico Waldorf – Círculo de Professores Waldorf

 

As mídias desde sempre contribuíram para a formação dos pensamentos e da cultura humana. A educação midiática na forma de linguagem falada e escrita, bem como as linhas de pensamento matemáticas (algoritmos) têm sido tradicionalmente um elemento fundamental na educação escolar. Hoje em dia, nossa vida cotidiana está permeada e moldada pelas tecnologias digitais, o que veio trazer novos desafios para a sociedade, especialmente para a pedagogia e a educação. Entretanto, interesses económicos ameaçam dominar unilateralmente o debate sobre o tipo de educação que crianças e adolescentes necessitam para viver no atual mundo digital. Somente uma forma de educação baseada no desenvolvimento infantil será capaz de preparar as crianças para usar as modernas mídias de uma maneira criativa e eficiente. Apelamos portanto à criação de condições básicas que permitam implementar os seguintes princípios:

1. A maturidade para as mídias deve constituir um objetivo educacional de importância central. Essa maturidade só pode ser alcançada através de uma prática educacional destinada ao desenvolvimento de uma personalidade autônoma em cada criança.

2. Uma educação responsável perante as mídias deve abranger as oportunidades e os riscos no uso das mídias, bem como os respectivos desafios éticos que esse uso provoca; ela deve também visar ancorar as crianças em si mesmas e no mundo, de uma forma tão sólida que lhes permita aprender a usar as modernas mídias de maneira autônoma e reflexiva.

3. Uma educação escolar saudável e sustentável deverá portanto começar por promover uma vivência diversificada, imediata, direta e individual acerca do mundo e da sociedade, de modo a cultivar todos os sentidos.

4. A educação midiática baseada no desenvolvimento infantil deve começar por reforçar nas crianças suas capacidades sociais, comunicativas e intelectuais relevantes (educação midiática indireta), conduzindo em uma fase posterior a habilidades e competências na utilização das mídias (educação midiática direta).

5. Um currículo educacional para as mídias baseado nas tarefas de desenvolvimento das crianças, tanto nos níveis da educação como do ensino fundamental, deverá assim enfatizar para as crianças as vivências fundamentais reais, e o domínio das mídias analógicas, como por exemplo a habilidade de escrever à mão. Os anos escolares posteriores serão baseados a partir deste fundamento de trabalho ativo com as mídias por meio de dispositivos digitais, estimulando uma utilização consciente das mídias com base na autorreflexão.

6. Os jardins de infância e as escolas devem estar habilitados a decidir, com o máximo de autonomia, a estrutura e a implementação de seus programas educacionais que envolvem as mídias. Devemos assim garantir que as instituições educacionais tenham o direito e a oportunidade de trabalhar, nos primeiros anos de escola, apenas com mídias analógicas. A partir do ensino médio as escolas devem receber subsídios para equipamento técnico, a fim de proporcionar modernas mídias de comunicação e introduzir a utilização de mídias que apoiem os processos educativos.

7. A educação e a pedagogia devem estar ao serviço da individualização/personalização. Interesses econômicos e comerciais não devem determinar o sistema educacional.

8. A civilização digital traz consigo novos desafios para a proteção da liberdade e da dignidade pessoal. A partir do ensino médio os alunos devem começar a aprender como funcionam os algoritmos, como se realiza a proteção de dados, quais são os direitos de utilização da propriedade intelectual e os riscos de manipulação comercial indevida, especialmente quando são revelados dados, informações e imagens pessoais, e como praticar o respeito pela dignidade e privacidade de outras pessoas.

9. As mídias modernas disponibilizam novas formas de comunicação, oportunidades criativas e artísticas, e iniciativas empresariais. Com a ajuda de projetos em que os alunos possam experimentar e avaliar suas ideias criativas, tanto individualmente como em time, as escolas devem realizar uma instrução sobre este tipo de utilização produtiva das mídias, de uma maneira que ultrapasse a simples busca de fontes e o intercâmbio de informações.

10. As mídias modernas suscitam questões éticas e epistêmicas acerca de uma variedade de tópicos: o significado dos encontros humanos, a relação concreta com nosso meio ambiente, a relação entre simples declarações ou julgamentos e os fatos reais, a dimensão da responsabilidade pessoal, a questão do transumanismo, a proteção da privacidade dos indivíduos e a faculdade de tomada de decisões, e a questão da liberdade de qualquer indivíduo para decidir por si próprio em que medida ele quer participar da civilização digital. Consequentemente, no nível do ensino médio o uso das mídias deve ser acompanhado por uma consciência acerca das oportunidades e dos riscos que a digitalização pode desencadear em todas as áreas da vida na nossa civilização a um meta-nível.

Fonte: Federação da Escolas Waldorf do Brasil

 

***