Meninas

poema no ritmo Anfibráquio (curto-longo-curto)

poema de Ruth Salles

Anfibráquio: v___v (curto-longo-curto). Dá limites à criança: retrai, solta, retrai.

 

MENINAS

Descalças na praça, cabelos ao vento…
Se que são fadas cantando ao relento?
E chegam em bando alegres meninas,
saltando e dançando que nem bailarinas.

Depois se acomodam, conversam na grama,
enquanto, das casas, alguém não as chama.
Mas falta uma delas! Sumiu a menina?
Helena procura: “Marina! Marina!”

E encontra Marina na sombra do ipê,
cismando, quietinha, com tudo o que vê.
Mas logo dispara a correr da colega:
“Agora eu quero é ver quem me pega!”

 

 

***