O adivinho

Fábula de Esopo

Um adivinho estava numa praça, predizendo o futuro, quando lhe vieram comunicar que as portas de sua casa estavam abertas e que lhe tinham roubado tudo. Imediatamente começou a correr para casa e então alguém lhe disse:

– “Homem, então tu, que adivinhas a sorte dos outros, não soubeste adivinhar a tua?”

***