O caminho longo

jogral de Ruth Salles

Este pequeno jogral representado mostra o caminho da humanidade, de Adão até Cristo, através da passagem por várias personagens do Antigo Testamento. Se, depois de alguma fala, a cena demorar a se passar, pode ser tocado na flauta, enquanto isso, o tema da música.


PERSONAGENS:
Coro 1
Coro 2
Arcanjo Micael
Arcanjo Rafael
1º Anjo (que põe o sinal na testa de Caim)
2º Anjo (que fala com Sem)
Adão
Eva
Caim
Abel
Set
Enoc
Noé
Sem.

CORO 1 (canta, enquanto a cena se passa):
“O arcanjo Micael
desceu do céu
e levou Adão e Eva também
até a terra.
Pois o bom e celeste Paraíso
– triste destino –
para eles estava já perdido.”

CORO 1 e MICAEL (a Adão e Eva):
– Que seu consolo sejam seus filhos:
Caim, o forte, ardente e animado,
e Abel, o iluminado.

CORO 2 (enquanto a cena se passa):
– Caim acende uma fogueira
onde queima frutos da terra,
em louvor ao supremo Senhor.
Abel acende outra fogueira
onde sacrifica
um cordeirinho branco
para o Senhor da terra inteira.

CORO 2 e CAIM:
– Oh! Por que meu fogaréu
se espalha assim pela terra,
em vez de subir ao céu?

CORO 1 e ABEL:
– O meu não se espalha em volta
não sei porque, mas se solta
e sobe direto ao céu.
Será que agradou a Deus?

CORO 2 e CAIM:
– O meu então não agrada?

CORO 1 (enquanto a cena se passa):
– Caim, enciumado,
bate em seu irmão
e depois se desespera,
pois sua força é tanta,
que Abel cai no chão
e nunca mais se levanta.

CORO 1 e CAIM:
– Acorda, Abel, meu irmão!
Ai, que dor no coração…

CORO 2:
– Caim é repreendido
mas também é protegido
por Deus. Recebe na testa
um sinal, marca secreta (dado aqui pelo 1º anjo)
de seu futuro,
e vai vagar pelo mundo.

CORO 1 e ADÃO (mostrando a Set uma caverna e um livro):
– Set, meu novo filho, meu menino,
esta é a caverna
aonde um anjo me trouxe como guia.
Nela está guardado
o livro divino.
Serás servo desta sabedoria,
mas não mostres o livro a ninguém.
Quando envelheceres,
entrega-o a um homem de espírito puro.
Se não o encontrares,
fecha a entrada da caverna
até o tempo do futuro.
Agora, filho querido,
ainda quero dizer
que vás até o Paraíso
tirar da árvore da Vida
três sementes.
Quando eu morrer,
guarda-as comigo em meu caixão.

CORO 2 e SET:
– Meu pai,
eu as porei junto ao teu coração.

CORO 1 e ADÃO:
– Então, vai!

COROS (cantam, enquanto a cena se passa):
“O arcanjo Micael
resplandeceu,
protegendo a tarefa de Set.
E, depois disso,
o caixão de Adão, naquela gruta,
foi bem guardado
e mais tarde a entrada foi fechada.”

CORO 1:
– O tempo correu,
e o mundo escureceu.
E viu o Senhor
que o homem não lembrava
o que era o amor.
Enoc então foi mandado.
Era um ser iluminado,
e sua luz semeava. (Enoc passa como um semeador lançando sementes.)
Enoc
fez a vontade de Deus,
e dizem que não morreu.
Montou num cavalo branco,
de asas resplandecentes,
e disse aos homens:

CORO 1 e ENOC:
– Adeus!
Pelas nuvens vou sumindo,
vou subindo até o céu!

CORO 2 (enquanto a cena se passa):
– Deus também manda Noé.
O arcanjo Rafael
conduz Noé,
e até a gruta ele o guia,
e mostra o livro sagrado,
que lhe dá sabedoria.
Noé obedece a Deus
e sua arca ele faz,
salvando assim do dilúvio
muitos homens e animais.

CORO 1 (enquanto a cena se passa):
– Sem,
filho de Noé, viu à sua volta
um dia um anjo
que o mandou levar o caixão de Adão
a uma colina distante,
que mais tarde se chamou “Gólgota”.
A terra se abriu ali em forma de cruz,
fechando-se novamente
depois de encerrar Adão.
E Sem viu uma grande luz.

CORO 2:
– Disse o anjo a Sem:

CORO 2 e o 2º ANJO:
– Quando o mal voltar a crescer,
um novo Adão irá nascer,
o Filho de Deus, o Salvador,
a fonte do verdadeiro amor
e, na verdade,
o Redentor de toda a humanidade.

CORO 1 e SEM:
– Eu serei o guardador
deste segredo do Senhor.

CORO 1:
– Quando será? Quando será
que esse Messias nascerá?
Depois de Abraão,
que guiou seu povo;
depois de Isaac
e Jacó, com seus doze filhos;
depois de José,
que foi vendido pelos irmãos para o Egito
e que deu a eles alimento e perdão…

CORO 2:
– Será depois de Moisés,
que livrou seu povo da escravidão
e atravessou a pé o Mar Vermelho;
e Josué que, ao toque das trombetas,
derrubou as muralhas de Jericó;
depois de Davi, que tocava harpa
e cantava seus salmos para o rei Saul,
e venceu o gigante Golias;
depois de seus filhos,
o amoroso Natã e o sábio Salomão…

TODOS:
– Um dia, um dia virá
o Filho de Deus, o nosso Irmão!”

 

 

F I M