O pescador e a tainha

Fábula de Esopo

Um homem estava pescando num rio e apanhou uma pequena tainha. Enquanto lhe tirava o anzol para a meter na cesta, ela abriu muito a boca, implorando piedade e pedindo ao pescador que a jogasse no rio.

O homem perguntou-lhe por que razão devia assim proceder, e o peixe respondeu-lhe:

-“Porque ainda sou muito pequeno, como estás vendo, e não valho quase nada; mas se me deixares voltar agora para a água e me pescares quando eu for maior, posso ser-te mais útil.”

– “Pescar-te depois hein?”, respondeu o homem, que não era nada tolo. “E quem me garante isso? Não, pelo menos agora já te tenho nas mãos.”

***