Oferecimento da casa

poema de Ruth Salles

A vocês oferecemos
agora, com muito agrado,
esta casa que fizemos
do chão até o telhado.

Construída com carinho,
do fundo do coração,
depressa ou devagarinho,
do telhado até o chão.

Erguemos paredes retas,
bem firmes nos fundamentos;
e eis o soalho e o teto
feitos do lado de dentro.

Montamos porta e janela
certinhas nas esquadrias,
pois nessa casa singela
brilhará a luz do dia.

E outra vez oferecemos,
com carinho e com agrado,
esta casa que fizemos
do chão até o telhado.

 

 

***