A pedagogia do fazer

Nas escolas Waldorf dá-se grande importância ao trabalho com as mãos, principalmente no ensino infantil e nos primeiros anos do ensino fundamental. A habilidade com os dedos, segundo Karl-Reinhard Kummer, cria um pensamento ágil. “A criança em idade escolar exercita-se até chegar a realizar habilmente qualquer atividade manual. Uma atividade externa pressupõe sempre uma atividade espiritual íntima. Quanto mais esmerada for essa atividade, mais sutil será também o pensamento”1.

As crianças (meninos e meninas) no 1º ano aprendem talagarça e tricô, no 2º ano aprendem crochê, no 3º ano aprendem o tricô mais difícil. Além da relação com a matemática, pela necessidade de contar e calcular os pontos, trata-se de um intenso exercício da vontade. A aplicação dos trabalhos manuais evolui durante todo o período escolar, passando pela cestaria, tapeçaria, entalhe em madeira, marcenaria, modelagem em argila, escultura, trabalhos com couro, corte-e-costura etc.

Veja abaixo fotos com alguns exemplos de trabalhos manuais realizados pelo alunos durante o projeto Dom da Palavra, em Espírito Santo do Turvo, e alguns da Escola Waldorf Micael de São Paulo.

Trabalhos dos alunos da Escola Waldorf Aitiara – Exposição Pedagógica 2015

  • 1. MCALICE, Jon e GÖBEL, Nana, et al (Coord.) – Karl-Reinhard Kummer. Pedagogia Waldorf – UNESCO, 1994, p. 28.