Pronome

poema de Ruth Salles

Às vezes, no lugar do nome,
eu ponho o pronome,
pois ele explica se o Edu
sou eu ou és tu.

E, no lugar de Manezinho,
é ele que eu ponho,
e, quando sonho com a Lila,
com ela é que eu sonho.

E Manezinho, Lila e Edu
então somos nós;
André e Bia e Sebastião
eu troco por vós.

Mas gosto mesmo é de um pronome
– direi de uma vez –
que uso sempre em vez do nome:
você ou vocês.

– Onde está o Edu?
Eu estou aqui!
– E o Manezinho?
Ele está ali.
– Ó Lila, responde!
Tu vais nesse bonde?
– Com este nenem?
Nós vamos de trem!
– E a Bia? E o André?
Vós ides a pé?
– Vem vindo correndo
o Sebastião!
Eu vou com vocês,
quer queiram ou não!

 

***