Quem põe o guizo no gato?

Fábula de Esopo

A dona de uma cozinha onde habitavam uns ratinhos tinha um formoso gato, tão bom caçador que estava sempre à espreita, de forma que os pobres ratos nem podiam sair dos buracos, nem mesmo no silêncio e na obscuridade da noite, pois tinham muito medo do inimigo.

Não podiam viver assim por mais tempo, pois lhe faltava alimento. Um dia, reuniram-se em um conselho para resolverem um meio de acabar com aquela triste situação, que os condenava irremediavelmente à morte.

– “Vou dizer-lhes o que há de se fazer”, disse um ratinho muito novo. “Ata-se um guizo ao pescoço do gato, e saberemos assim por onde é que ele anda.”

Esta engenhosa proposta fez saltar de alegria todos os ratos; mas um rato já velho e muito esperto observou maliciosamente:

– “Muito bem, mas digam-me lá: quem põe o guizo no pescoço do gato?”

Nenhum respondeu!

***