Siegfried na forja de Regin

condensado da peça “A Espada de Siegfried”

poema de Ruth Salles

Regin, Regin trabalha na forja,
na fornalha e na bigorna.
– Malha ferro, ferreiro, na forja,
dá-lhe fio e dá-lhe forma!

Siegfried, Siegfried, na densa floresta,
com Regin aprende as artes secretas,
as artes de tudo que vai pelo mundo.
Do ferro, na forja, aprende a forjar
o fio e a folha na força do fogo.

Fafnir, terrível dragão invencível,
roubou todo o ouro, guardou o tesouro.

– Forja, Siegfried, a espada na forja,
dá forma à folha, afia o fio na força do fogo!
Ferra o ferro na fera!
Fere Fafnir!

 

 

***