Substantivo

poema de Ruth Salles

Tudo, tudo
que existe no mundo,
– a pedra e a planta,
o bicho e o homem –
tudo tem um nome:
é o substantivo!

Assim nomeadas,
as coisas criadas
parecem mais vivas.
Há uns mais altivos,
têm alta a cabeça;
com letra maiúscula
é que eles começam.
São nomes de gente
– Lucinha, Fernando –
são nossos bichinhos
– Totó e Bichano –
são nomes de terras,
de rios, montanhas
– São Paulo, Amazonas,
os Andes, a Espanha.
Substantivo próprio
é o nome que têm;
próprio de lugar
ou próprio de alguém.

Se tudo no mundo
por Deus foi criado,
o nome de tudo
pelo homem foi dado.

 

 

***