Tag: Artigo

O brincar segundo a Pedagogia Waldorf – A experiência da Associação Crianças de Luz em Canoa Quebrada CE

por: Helen Flávia de Lima, Patrícia Marques da Silva, Flaviane dos Santos Rocha, Erisvânia Silva dos Anjos e Assunção Oliveira de Almeida

A semente do jardim de infância Waldorf foi plantada na Vila do Estevão, Canoa Quebrada/CE, em 1999. Mas, a narrativa dessa história se inicia anos antes, com Ângela Gehrke , quando trabalhava como parteira na Associação Comunitária Monte Azul/SP e viajava com frequência para o Nordeste, a fim de conhecê-lo. E foi em uma dessas viagens que Ângela chegou em Canoa Quebrada, especificamente à Vila do Estevão. Ali, criou um forte vínculo com uma das famílias da comunidade, e desde então, passou a ir anualmente para lá, onde realizou alguns partos, inclusive de sua própria afilhada.

O nascimento dessa criança fortaleceu, ainda mais, o desejo de Ângela de levar a experiência exitosa do jardim de infância Waldorf da Associação Comunitária Monte Azul/SP à vila do Estevão/CE, pois observava que ali não existiam projetos direcionados para crianças da primeira infância, mas apenas uma escola com uma única sala multisseriada, lugar no qual eram reunidas no mesmo espaço crianças de três a doze anos de idade.

A gestação desse projeto resultou na conquista de um financiamento de dois anos para a sua implantação, bem como o convite à Eva Martins de Castro  para que semeasse a pedagogia Waldorf em outro jardim. Eva aceitou a proposta de Ângela, porém antes de ir para o Ceará, mesmo tendo a experiência de trabalhar treze anos no jardim de infância da Associação Comunitária Monte Azul, Eva passou por um processo de formação durante um ano, incluindo estudos sobre a pedagogia Waldorf bem como a parte organizacional desta Associação.

ACESSE aqui o PDF com o capítulo completo e conheça essa bela história sobre a criação e o desenvolvimento da Associação Crianças de Luz, em Canoa Quebrada, no Ceará.

Referência

  • Capítulo do livro Militância Política e Teórico-Científica da Educação no Brasil
    Organizadores: Américo Junior Nunes da Silva e Airã de Lima Bomfim
    Ponta Grossa PR – Editora Atena 2020

 

 

***

 

 

Minha experiência como aluna numa escola Waldorf

LUÍSA MÜLLER NEVES integrou a turma pioneira da Escola Waldorf Querência, (em 2005, com a professora Ana Beatriz Weber) em Porto Alegre RS, e foi a primeira aluna a cursar o Ensino Fundamental completo (até o 9º ano, concluído em 2013). No Ensino Médio, estudou no Colégio João XXIII e atualmente está matriculada para cursar Psicologia na Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

***

Eu acho que uma das perguntas que mais me fazem é: qual é a diferença entre uma escola Waldorf e uma “tradicional”?

Continuar lendo “Minha experiência como aluna numa escola Waldorf”

Ver com os olhos do Coração

por João Batista Conrado

Fotocomposição de João Batista Conrado

É dever de quem ensina ser referência, mostrar a direção. Criar as condições mais simples possíveis para que a aprendizagem seja viva, intensa, provocante. Inesgotável.

Neste desafio de orientar está a perspicácia de quem ensina. Nunca trazer as coisas já acabadas, explicadinhas, receitas de bolo. Na realidade, mais importante do que o resultado final são os processos, a trajetória de quem está aprendendo e apreendendo.

Continuar lendo “Ver com os olhos do Coração”

Da imagem ao conceito – da percepção à compreensão

No currículo Waldorf o ensino segue uma sequência metodológica progressiva

Texto de Jon McAlice

Desenho de aluno do 1° ano Waldorf.

No currículo da Escola Waldorf, como escola integral, existe uma sequência metodológica progressiva, nas disciplinas da 1ª à 12ª série, que constitui para cada aluno um verdadeiro plano escolar.

O modo como entendemos o mundo modifica-se ao longo da vida, e isso acontece de forma gradual. Começamos por compreender aspectos gerais, depois compreendemos suas particularidades e as relações entre elas e, só então, somos capazes de elaborar uma síntese através do pensamento.

Continuar lendo “Da imagem ao conceito – da percepção à compreensão”

O desenvolvimento harmonioso da criança como princípio

A Pedagogia Waldorf é um projeto educativo integral

IlustraçãoArtigo de Wenzel Götte

A criança é em si mesma um ser em desenvolvimento. A partir deste ponto de vista, toda a atividade pedagógica deve observar dois aspectos: que o desenvolvimento vem do passado e vai até o futuro, e que a criança se transforma ao longo deste processo; e que a criança que está diante de nossos olhos se encontra numa das etapas dessa transformação. Continuar lendo “O desenvolvimento harmonioso da criança como princípio”

Escolas que matam a criatividade

Apresentação de Ken Robinson

Transcrição de conferência do Programa TED Ideas worth spreading.

Existem três tópicos abordados ao longo da conferência que são relevantes para o que eu vou falar. O primeiro é a extraordinária evidência da criatividade humana em todas as apresentações que tivemos e em todas as pessoas presentes. Sua variedade e multiplicidade. O segundo é o fato de que não fazemos a menor ideia do que vai acontecer no futuro. Nenhuma ideia do que nos espera. Continuar lendo “Escolas que matam a criatividade”