O Mágico Vezes Dois

Matemática – peça de Ruth Salles

PERSONAGENS: Coro 1, Coro 2, Boneco, Mágico Vezes-Dois.

Os Coros podem ficar no fundo em linha reta, ou então em 2 filas, pois vão caminhar. Um Coro de cada lado, e o Boneco no meio, na frente. O Mágico surge por trás dos coros. Se possível, o boneco é um aluno com um gorro até abaixo do nariz (que logo o Mágico tira), um lenço amarrado na boca (que o Mágico tira em seguida) e uma túnica, dentro da qual ele mantém, primeiro, braços e pernas bem juntinhos (que depois o Mágico vai abrindo). Se não for muito difícil, o Mágico Vezes-Dois deve ser formado por dois alunos metidos numa túnica só, de gola bem larga, que andam juntinhos, agindo com a mão direita de um e a esquerda do outro.


CORO 1:
– De pano fizemos um boneco.
Tem cabeça, tronco e mais nada.
Coitadinho do boneco!
Ficou sem ser terminado.

CORO 2:
– Para acabar sua figura,
só o Mágico Vezes-Dois.
Pois esse Mágico sempre procura
o que fazer agora e depois.

COROS 1 e 2 (chamam):
– Nosso boneco está sem acabar!
Mágico Vezes-Dois! Venha depressa!

MÁGICO VEZES-DOIS (anda devagar):
– Eu já vou, mas vou devagar,
pois quem se apressa tropeça.
Dando dois passos e mais dois passos,
vocês verão então o que eu faço!
(Dão quatro passos enquanto o Mágico mexe no boneco.)

CORO 1:
– O boneco já tem 2 olhinhos
e um nariz com 2 furinhos!
Ó Mágico, nós vemos, muito gratos
que duas vezes o 2 são 4.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Tratem de dar 2 passos de joelho,
para que o boneco tenha orelhas!
(Dão dois passos de joelho, enquanto o Mágico mexe no boneco.)

CORO 2:
– Olhem as 2 orelhas que ele fez!
E três vezes o 2 são 6.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Agora, 2 passos de boca tapada!
E não quero a cabeça revirada!
(Tapam a boca com as mãos e andam de cabeça dura, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 1:
– Cuidado! Que a cabeça não se mexa!
Olhem! O boneco tem duas bochechas!
O Mágico Vezes-Dois é bem afoito!
E quatro vezes o 2 são 8.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Agora fiquem preparados!
Quero 2 passos agachados!
(Dão dois passos agachados, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 2:
– E o que ele fez com nosso agacho?
O lábio de cima e o lábio de baixo!
O boneco fala e ouve de fato,
cheira bem e olha através!
Ó Mágico, somos muito gratos!
E cinco vezes o 2 são 10.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Agora 2 passos de soldado:
queixo para cima e peito estufado!
(Dão os dois passos, e o Mágico mexe no boneco, que abre os braços.)

CORO 1:
– Surgiram os 2 braços com nossa pose!
E seis vezes o 2 são 12.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Na ponta do pé, dois passos miúdos,
para que eu possa fazer tudo!
(Dão os dois passos, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 2:
– Olhem! Com nosso passinho de anão,
ele fez a mão direita e a outra mão. (o boneco agita as mãos.)
Não há nada que o Mágico não ouse!
E sete vezes o 2 são 14.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Agora 2 passos sugando e soprando,
e em suas ações fiquem pensando!
(Dão os dois passos, e o Mágico mexe no boneco, que respira fundo.)

CORO 1:
– Olhem o boneco dando uns soprões!
O Mágico lhe pôs os 2 pulmões!
O Vezes-Dois não perde a vez,
e oito vezes o 2 são 16.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Agora, tratem de dar 2 pulinhos
sem esbarrar nos coleguinhas!
(Dão dois pulos, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 2:
– Já que não fizemos baderna,
ele fez uma perna e a outra perna!
O Mágico merece um pacote de biscoito!
E nove vezes o 2 são 18.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Dois passos aos pares, em abraço fraterno! (os coros se juntam)
para que eu cuide dessas pernas (os coros obedecem, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 1 e 2 (andando aos pares):
– Lé com lé, cré com cré!
Olhem! Ele fez um pé e outro pé!
O Mágico é cheio de requinte!
E dez vezes o 2 são 20.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– O boneco está com os braços duros…
Isso é coisa que eu não aturo!
Quero dois passos de braços erguidos,
e o problema será resolvido.
(Assim fazem, e o Mágico mexe no boneco.)

CORO 2:
– Olhem só! Sem atropelo,
Vezes-Dois criou dois cotovelos!
O que não fez antes fez depois.
E onze vezes o 2 são 22.

MÁGICO VEZES-DOIS:
– Mas as pernas parecem de pau.
Isso, para um mágico, pega mal.
Dêem dois passos para trás,
sem pisar em quem está atrás!
(Assim fazem, e o Mágico trabalha.)

CORO 1:
– De tanto trabalhar, Vezes-Dois ficou vermelho!
Porém conseguiu criar dois joelhos.
O boneco até pode dançar no teatro.
Doze vezes o 2 são 24.

COROS 1 e 2:
– Senhor Vezes-Dois, muito obrigado!
Agora o boneco está terminado.
Vê, ouve e cheira e gesticula. (movimentos do boneco.)
Fala, respira e pula que pula.

TODOS (cantam, dançando em volta do Mágico e do boneco, que pula e gesticula):
“Vamos dançar, dançar ao redor.
Nosso boneco está muito melhor!
Em volta do Mágico Vezes-Dois,
vamos dançar agora e depois!” (repetem toda a quadrinha.)

 

 

F I M